Skip to content
20/04/2012 / jcsuporte

paste bin: um compartilhador de texto e código fonte.

Serviço de postagem de textos diversos e códigos fonte.

Esse serviço é bem útil pra quem precisa postar textos e código fontes pra mostrar pra alguém que está do outro lado do modem. Eu, particularmente uso pra enviar dados de configurações e mensagens de erro para programadores ou pra receber códigos sql pra rodar nos clientes.

O funcionamento do serviço é simples, e não requer cadastro (o que por si só já é uma vantagem), além de ter highlights de código de várias linguagens, como java, php, sql, etc. Você entra, coloca o nome de quem tá postando, escolhe a linguagem do código que vai postar (pra funcionar o highlight) e coloca o texto, ao clicar no botão PASTE o código é guardado e mostrado, aí é só copiar a URL e compartilha-la….

Aqui um exemplo de código que postei pro post: http://paste.ubuntu.com/937765/

eu uso o serviço do Ubuntu que fica em: http://paste.ubuntu.com, mas tem a opção do paste bin original em http://pastebin.com/ e ainda as extensões para Firefox e Chrome, nos endereços abaixo:

firefox:
https://addons.mozilla.org/pt-pt/firefox/addon/pastebincom/

Chrome:
https://chrome.google.com/webstore/detail/ghipmampnddcpdlppkkamoankmkmcbmh?hl=pt-BR

Anúncios
15/04/2012 / jcsuporte

Acelerando abertura de aplicativos Office no linux.

OpenOffice, BROffice, LibreOffice sempre foram muito lentos para abrir, pelo menos no Linux. Isso acontece porque ele faz alguma checagem na rede por fio (eth0…), que causa esta lentidão. Tanto é que se a rede for desabilitada, estes aplicativos abrirão quase que instantaneamente.

Creio que alguma coisa já está sendo feita, pois tenho um Notebook em que o LibreOffice V.3.5 já não possui mais a função “Pesquisar” que fica no seguinte caminho: “Ferramentas > Opções… > Internet > Pesquisar” e consequentemente já abre mais rápido.

Como seria inviável desativar a rede para o Office abrir mais rápido, existe um artifício que torna rápida a abertura dos programas da linha OpenOffice, BROffice, LibreOffice…

Olhando o arquivo /etc/hosts (cat /etc/hosts) verá que inicia com as seguintes linhas:

127.0.0.1 localhost
127.0.1.1 nome_do_computador

Então, edite-o (sudo nano /etc/hosts) acrescentado uma terceira linha com o IP loopback seguido pelo nome da máquina acrescido de .(none): nome_do_computador.(none)

127.0.0.1 localhost
127.0.1.1 nome_do_computador
127.0.0.1 nome_do_computador.(none)

Abra algum aplicativo da família Office (Writer, Calc, Impress…) e comprove a eficácia da alteração.

Obs:
sudo = confere poderes de super usuário a um usuário comum para poder editar o arquivo
nano = é um editor. Pode ser usado qualquer um de sua preferencia: gedit, vi, vim, leafpad
hosts = é um arquivo de configuração que fica na pasta /etc

re-blogado de http://altamiromuniz.blogspot.com.br/

11/04/2012 / jcsuporte

recuperar senha do IRC (freenode)

Para recuperar a senha do usuário registrado no IRC, basta:

1) entrar no servidor de irc (irc.freenode.net, por exemplo) com um nick qualquer (/server irc.freenode.net)
2) acessar o canal #freenode (/j #freenode),
3) solicitar a qualquer admin do canal o recover da senha.

Será enviado para o e-mail usado no registo do nick uma senha temporária, com ela é possível acessar o irc com o usuário cadastrado (/nickserv identify SENHA) e trocar a senha

mais dicas:
http://wiki.ubuntu-br.org/UsandoIRC

Mais comandos:
/chanserv help
/nickserv help

19/03/2012 / jcsuporte

Usando mais de 3gb de RAM no Ubuntu 32 bits com PAE.

Sistemas 32 bits leem uma quantidade limitada de memória ram, isso quer dizer, que mesmo que a máquina tenho 8gb os sistemas vão ‘reconhecer’ só 3gb.

No Ubuntu existe uma solução fácil e prática: instalando 2 pacotinhos que farão com que o sistema leia (e use) toda a memória da máquina.

Os pacotes instalados são modificações do kernel que usam PAE (Physical Address Extension) uma funcionalidade que permite processadores de 32 bits endereçar mais endereços de memória. leia mais aqui.

Antes, porém, é necessário se certificar de que o processador da máquina suporta o PAE, para tanto, visite a página do fabricante ou use o comando:

cat /proc/cpuinfo |grep pae

o suporte existe se o resultado for algo como:

flags: fpu vme de pse tsc msr pae mce cx8 apic sep mtrr pge mca cmov pat pse36 clflush dts acpi mmx fxsr sse sse2 ss ht tm pbe nx rdtscp lm constant_tsc arch_perfmon pebs bts xtopology nonstop_tsc aperfmperf pni pclmulqdq dtes64 monitor ds_cpl vmx est tm2 ssse3 cx16 xtpr pdcm sse4_1 sse4_2 x2apic popcnt xsave avx lahf_lm arat epb xsaveopt pln pts dts tpr_shadow vnmi flexpriority ept vpid

Uma vez certificado que o processador tem suporte ao PAE, faça:

1) instalar os pacotes com o comando: sudo apt-get install linux-generic-pae linux-headers-generic-pae

2) Reiniciar o sistema.

Após a reinicialização, execute o comando gnome-system-monitor e confira na aba SISTEMA do monitor de recursos a quantidade de memória da máquina.

Monitor de recursos.

Em tempo: Essa é uma solução paliativa pra quem não pode ou quer formatar a máquina, o ideal nos casos de uso de processadores 64 bits é usar o sistema próprio para 64 bits.

11/03/2012 / jcsuporte

Desafio de matemática.

Use operações matemáticas para chegar ao resultado de 6 em todas as situações abaixo:

1 1 1 = 6
2 2 2 = 6
3 3 3 = 6
4 4 4 = 6
5 5 5 = 6
6 6 6 = 6
7 7 7 = 6
8 8 8 = 6
9 9 9 = 6

Nos espaços podem ser colocados quaisquer operação, mas sempre tem que dar 6 positivo, por ex:2 + 2 + 2 = 6
Enviar respostas pelos comentários…

dica: podem ser usados fatoriais, logarítmos, raiz quadrada e até seno… kkkkkk

%d blogueiros gostam disto: