desabilitando o ‘event shutdown tracker’

Passo a passo para desabilitar o ‘event shutdown tracker’, a janela que força ao usuário de windows server (2003 e 2008) a explicar porque o sistema foi reiniciado, é útil para o caso de uma auditoria ou verificação de problemas no sistema, mas para usuário mais comum ou mesmo pequenas empresas, podem incomodar.

1) abra o editor de diretiva de grupo local. Inicia, Executar, gpedit.msc (ou gmpc.msc se tiver usando domínio)

2) Vá até Computer Configuration\Administrative Templates\System

3) Ache a diretiva: Display Shutdown Event Tracker e mude a configuração dela pra ‘disabled’.

Anúncios

Acelerando abertura de aplicativos Office no linux.

OpenOffice, BROffice, LibreOffice sempre foram muito lentos para abrir, pelo menos no Linux. Isso acontece porque ele faz alguma checagem na rede por fio (eth0…), que causa esta lentidão. Tanto é que se a rede for desabilitada, estes aplicativos abrirão quase que instantaneamente.

Creio que alguma coisa já está sendo feita, pois tenho um Notebook em que o LibreOffice V.3.5 já não possui mais a função “Pesquisar” que fica no seguinte caminho: “Ferramentas > Opções… > Internet > Pesquisar” e consequentemente já abre mais rápido.

Como seria inviável desativar a rede para o Office abrir mais rápido, existe um artifício que torna rápida a abertura dos programas da linha OpenOffice, BROffice, LibreOffice…

Olhando o arquivo /etc/hosts (cat /etc/hosts) verá que inicia com as seguintes linhas:

127.0.0.1 localhost
127.0.1.1 nome_do_computador

Então, edite-o (sudo nano /etc/hosts) acrescentado uma terceira linha com o IP loopback seguido pelo nome da máquina acrescido de .(none): nome_do_computador.(none)

127.0.0.1 localhost
127.0.1.1 nome_do_computador
127.0.0.1 nome_do_computador.(none)

Abra algum aplicativo da família Office (Writer, Calc, Impress…) e comprove a eficácia da alteração.

Obs:
sudo = confere poderes de super usuário a um usuário comum para poder editar o arquivo
nano = é um editor. Pode ser usado qualquer um de sua preferencia: gedit, vi, vim, leafpad
hosts = é um arquivo de configuração que fica na pasta /etc

re-blogado de http://altamiromuniz.blogspot.com.br/

Download de filmes e livros para uso privado não é crime

Segundo o site CONSULTOR JURÍDICO (http://www.conjur.com.br) a atividade mais comum da internet atualmente, baixar músicas, filmes e seriados, se for pra uso privado não é crime,

veja o artigo completo em:

http://www.conjur.com.br/2007-ago-20/download_filmes_livros_uso_privado_nao_crime

Acervo da VEJA na web

A revista Veja liberou na internet, todo o seu conteúdo gerado ao longo de 40 anos de existência. Qualquer internauta poderá acessar o site e ler reportagens de capa, entrevistas ou até mesmo anúncios publicados em qualquer uma das 350 mil páginas disponíveis.

O projeto, que demorou um ano para ficar pronto, exigiu investimentos da ordem de R$ 3 milhões.

O acervo foi formatado em ordem cronológica e promete oferecer a mesma experiência de folhear a revista física. O sistema de busca permite cruzar informações e aplicar filtros por períodos ou seções da Veja.

http://www.veja.com.br/acervodigital/

Criando controle de acesso com um modem DLink DSL 500B

Transcrição da dica de mesmo título do site Dicas-L (http://www.dicas-l.com.br)

Criando controle de acesso com um modem DLink DSL 500B
===========================================

Colaboração: Raul Libório

Data de Publicação: 29 de November de 2008

Outro dia fui alertado pela minha mãe de um certo ‘problema’ que estava ocorrendo… Uma certa pessoa da minha casa (não vou citar nomes nem grau de parentesco) estava passando o dia todo na Internet; Vida de vagaba msm… bate-papo, msn, orkut, Need for Speed Underground 2 [ zerei semana passada xD ]… Enfim.. uma vergonha!

Eu, como sou um cara legal (ao menos minha mãe acha isso), me pediu para tomar uma providência. E assim procurei fazer.

Como a máquina é dual-boot, não adiantaria forçar o uso do Linux. Queria uma solução silenciosa… Deixei ele no Windows msm. Se fosse no Linux, Squid e Iptables resolveriam facin facin.

Mas… a zorra tem de ser feita em cima de um Windows XP que ainda possui alguns problemas no seu registro (é… eu andei estudando VBS e WMI e não obtive bons resultados…). Fiquei imaginando como eu poderia fazer tal farçanha com baixo custo (aqui lê-se custo zero) e de maneira silenciosa, foi ai que eu lembrei do meu modem D-Link 500B!

Muita gente talvez até não saiba, mas estes pequenos modems ADSL são cheios de funções. Além do velho DHCP, ainda possui NAT, Firewall, filtro de MAC, filtro de IP, rota estática, Paramental Control, DDNS, NTP, syslog, Service Control List (“SCL”),  servidor virtual, DMZ host, Port Triggering… e por ai vai…

Encontrei a solução dos meus problemas utilizando o “Paramental Control”, que nada mais é do que uma interrupção de envio do DHCP para determinado endereço MAC. É super simples de configurar, não gera processos na máquina local (obvio!) e é super silencioso.

Configuração
============

– Acesse a interface web de seu modem:   $ firefox 192.168.0.1

– Faça o login e acesse: Advanced Setup >> Security >> Paramental Control

–  Aparecerá no título : Time of Day Restrictions — A maximum 16 entries can be configured. Ou seja, você pode configurar até 16 restrições!

Consta nos campos da tabela:
  | Username | MAC | Mon | Tue | Wed | Thu | Fri | Sat | Sun | Start | Stop | Remove |

O campo username é o que identifica a regra. Não pode haver duas regras com nomes iguais; MAC  | O mac da placa de rede que queira bloquear. Use um ‘ifconfig’ para obter o seu mac ou um ‘arp -a’ para outros macs da rede. Caso você esteja querendo o seu próprio mac e não consiga obter (seu noob), Faz assim:

/sbin/ifconfig eth0  | awk “/HW/”‘{print “Meu MAC eh | ” $NF}’

Os outros (de Mon até Sun) são os dias da semana;
  | Start | Inicio da interrupção; |
| Stop | Fim da interrupção; |
| Remove | marque o campo e clique em ‘remove’ para remover (oohh!!) a entrada. |

Aqui uma amostra de como eu deixei minha tabela:

 

  | Username | MAC | Mon | Tue | Wed | Thu | Fri | Sat | Sun | Start | Stop |
| Ele | MACMACMAC | x | x | x | – | x | – | – | 09:12 | 11:45 |
| Se | MACMACMAC | x | x | x | x | x | – | – | 13:55 | 15:40 |
| nessa | MACMACMAC | x | x | x | x | x | – | – | 19:20 | 20:06 |
| lascou | MACMACMAC | x | x | x | x | x | – | – | 21:00 | 23:40 |

Desde então nunca mais tive reclamações. Ao menos da parte da minha mãe. Uma solução simples e modafoca 🙂

———————————–

       Raul Libório é mais um curioso que administra o site da Celula de Software Livre da UniJorge (www.redesfja.com). Gosta de perder seu tempo brincando com ShellScript e é palpitero na lista do mesmo assunto (http  |//br.groups.yahoo.com/group/shell-script/). Sua nóia é o Gimp, programa que desde que o conheceu, não conseguiu ficar mais que 2 dias sem futucar-lo.