Cancelando mensagens publicitárias no celular.

Agora é possível cancelar aquelas mensagens chatíssimas de publicidade no seu celular.

A ANATEL decidiu que as operadoras devem disponibilizar para o usuário a opção de cancelar as mensagens até 20/09/2012, portanto, todos devem receber uma mensagem como essa: “Por determinação da Anatel, caso não queira receber mensagem publicitária desta Prestadora, envie SMS gratuito com a palavra SAIR para XXXXX”

Entretanto, não é necessário esperar essa mensagem, para fazer o cancelamento, siga as instruções conforme sua operadora.

CLARO
Envie um SMS com a palavra SAIR para 888.
se não funcionar tente mandar a palavra sair para 4040

OI
Envie um SMS com a palavra SAIR para 55555.

TIM
Envie um SMS com a palavra SAIR para 4112.

VIVO
Envie um SMS com a palavra SAIR para 457.

a íntegra do documento da ANATEL clique aqui

@jcsuporte

Anúncios

Segundo ANATEL, desbloqueio de celular é obrigação.

Nota de esclarecimento sobre desbloqueio de celulares
19 de Março de 2010

Fonte: site Anatel (www.anatel.gov.br)

A  Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu editar Súmula, conforme divulgado na entrevista coletiva concedida em 18/3/2010, para esclarecer que:

  • O desbloqueio do aparelho celular é direito do usuário que pode ser exercido a qualquer momento junto à prestadora responsável pelo bloqueio, sendo vedada a cobrança de qualquer valor ao usuário pela realização desse serviço;
  • O desbloqueio do aparelho não implica rompimento do contrato de compra de aparelho, nem da prestação do serviço, não cabendo, portanto, cobrança de qualquer valor nessa hipótese;
  • Por outro lado, o rompimento do contrato por parte do usuário antes do prazo de permanência fixado no contrato (no máximo de 12 meses) poderá ensejar a cobrança de multa e outras penalidades fixadas previamente no contrato.
    Continue lendo “Segundo ANATEL, desbloqueio de celular é obrigação.”

Faculdades não podem cobrar por Diploma

As instituições de Educação Superior (IES) não podem cobrar pela emissão do diploma, conforme o artigo 32, § 4º da Portaria Normativa MEC nº 40, de 12 de dezembro de 2007 (Pág 7) .

§ 4º A expedição do diploma considera-se incluída nos serviços educacionais prestados pela instituição, não ensejando a cobrança de qualquer valor, ressalvada a hipótese de apresentação decorativa, com a utilização de papel ou tratamento gráfico especiais, por opção do aluno. As instituições de Educação Superior (IES) podem cobrar pela emissão da segunda via do diploma, e não há legislação que estipule o preço.

LInk para a íntegra da portaria no site do MEC: http://www2.mec.gov.br/sapiens/portarias/port40.pdf

Download de filmes e livros para uso privado não é crime

Segundo o site CONSULTOR JURÍDICO (http://www.conjur.com.br) a atividade mais comum da internet atualmente, baixar músicas, filmes e seriados, se for pra uso privado não é crime,

veja o artigo completo em:

http://www.conjur.com.br/2007-ago-20/download_filmes_livros_uso_privado_nao_crime

Acervo da VEJA na web

A revista Veja liberou na internet, todo o seu conteúdo gerado ao longo de 40 anos de existência. Qualquer internauta poderá acessar o site e ler reportagens de capa, entrevistas ou até mesmo anúncios publicados em qualquer uma das 350 mil páginas disponíveis.

O projeto, que demorou um ano para ficar pronto, exigiu investimentos da ordem de R$ 3 milhões.

O acervo foi formatado em ordem cronológica e promete oferecer a mesma experiência de folhear a revista física. O sistema de busca permite cruzar informações e aplicar filtros por períodos ou seções da Veja.

http://www.veja.com.br/acervodigital/

Quem são os autores de: “Parabéns a você”?

A melodia da música foi criada pelas irmãs americanas Mildred e Patricia Smith Hill. Em 1875, essas duas professoras primárias de Louisville, no estado do Kentucky, resolveram compor uma canção para as crianças cantarem na entrada da escola. Nascia então “Good Morning to All” (“Bom dia a Todos”), com uma letra bem diferente da atual. As irmãs registraram a música em 1893, mas em 1924 ela apareceu sem autorização num livro editado pelo americano Robert Coleman, que surrupiou a melodia e a primeira frase de “Good Morning to All” – o segundo verso ele já alterou para “Happy Birthday To You”, o popular “parabéns a você”. Na nova versão, a música ganhou popularidade. Mas, em 1933, Jessica Hill, irmã das criadoras da melodia, resolveu brigar na Justiça pelos direitos autorais da música. Ela venceu: desde então, acredite se quiser, é preciso pagar royalties para tocar o “Parabéns” no rádio, na TV ou no cinema. Segundo a revista americana Forbes, a gravadora Warner – a atual detentora dos direitos da música – fatura em média 2 milhões de dólares por ano só com os royalties do “Parabéns”. E como a música chegou ao Brasil? Por aqui, a rádio Tupi do Rio de Janeiro organizou em 1942 um concurso para escolher uma letra que casasse com a melodia de “Happy Birthday To You”. A vencedora foi a paulista Bertha Celeste Homem de Mello, que até sua morte, em 1999, fazia questão de que as pessoas cantassem a letra do jeito que ela escreveu: “Parabéns a você / Nesta data querida / Muita felicidade / Muitos anos de vida.”

Fonte: Revista Mundo Estranho